DESPEDIDA

Oi Gente, esse é o último post do tricotando.zip.net , mas não se assustem, vou continuar blogando, só que em outro endereço: http://tricotando2.blogspot.com

Por que? Porque nessas minhas andanças pela net descobri que o UOL tem suas falhas para quem não é assinante, como eu. Li que quando o espaço oferecido se esgotar, o blog pára e eles nem te comunicam. E mesmo que nessa ocasião vc queira apagar arquivos pra liberar espaço, ele não funciona. Sendo assim, resolvi não arriscar (mesmo ainda tendo muito espaço por aqui) e então mudei, pois não pretendo parar de blogar, já que viciei nesse negócio! E não pretendo ainda deletar esse aqui até eu guardar algumas coisas.

Não se esqueçam de me visitar no meu novo espaço. Adoro quando vocês vêm!

     http://tricotando2.blogspot.com  (só pra lembrar!!!)

Beijos a todos!

Jacque.           



- Postado por: Jacque às 21h31
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




COMPARAÇÕES.

Engraçado, mesmo sem querer, as comparações em nossas vidas são inevitáveis.

No meu antigo emprego, onde fiquei por 4 anos e meio, as tais reuniões (com 16 pessoas; pessoas mesmo e não colegas!) deveriam ser momentos para discussão com a finalidade de obter melhorias e maior funcionalidade para a assistência ao paciente, mas na verdade não passavam de disfarces para inflexibilidade, imposições e interesses particulares; era um verdadeiro jogo de poder para obter "facilidades" dentro do seu setor ("puxar a brasa pra sua sardinha").

Falava-se muito no tal trabalho em equipe; falavam. Nunca vi de fato. Ninguém se preocupava com as dificuldades do outro, apenas queriam se ver livres de seus problemas setoriais, mesmo que o problema se chamasse Paciente. Cheguei a pensar que o tal "trabalho em equipe" era uma utopia utilizada pelas empresas para não demonstrar realmente com quem estava o poder decisório. "Deixar o outro pensar que decide, mas quem manda sou eu."

Fulano fez isso, Ciclano não fez aquilo... Posso dizer até mesmo que essas reuniões não passavam de momentos de histeria coletiva e de perversão, onde a baixa tolerância a frustração, sentimentos exacerbados, as dissimulações e manipulações eram algo corriqueiro.

Mesmo que a maioria não aprovasse, percebia-se claramente que aqueles momentos eram apenas pra divulgar aquilo que já havia sido decidido por 2 pessoas, antes mesmo da reunião iniciar. Me perguntava: "se já haviam decidido tudo antes, por que gastaram o nosso tempo nos trazendo até aqui? Deveriam ter enviado um ofício comunicando a nova ordem e .com.br!"

Na mesma época (há 6 meses atrás) eu havia iniciado em outro emprego público. Semanalmente há reuniões com todos os profissionais (em torno de 23 colegas) do serviço, onde discutimos os casos dos pacientes, condutas, nossas falhas e o que precisa ser melhorado no serviço. Na maioria das vezes, quando surgem os erros, não foi fulano ou ciclano que errou; foi o SERVIÇO como um todo que falhou, pois cada um tem sua parcela de responsabilidade e de contribuição.

Não estou dizendo que nesse aqui tudo são flores! Estou dizendo que há espinhos também, mas cabe a todos nós retirá-los ou diminuí-los.

Agora sei que o tal "trabalho em equipe" existe e não é utopia! É uma questão de compreensão, respeito e consideração pelo outro, mesmo que esse outro pense completamente diferente de você.



- Postado por: Jacque às 14h50
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




 

 EM NOME DE JESUS ?

Não vou questionar religião, cada um tem a sua e ponto. Mas vou questionar ações que uma determinada igreja faz.

Essa determinada igreja "evangélica", cuja idoneidade é muito questionável no país e no mundo e por outros segmentos de igrejas evangélicas, demoliu 4 casarões antigos aqui em BH. Pergunta: "Mas o que tem isso?" Resposta: Tem muito, se estes casarões não estivessem em pleno processo de tombamento histórico e a maneira como foi feita (demoliram de madrugada, na calada da noite de sexta-feira para sábado). Isso tem cheiro e aspecto de ilícito no ar.

A finalidade dessa demolição é transformar os terrenos em estacionamento para abrigar os veículos dos fiéis (mas todos sabem que a grande maioria dos fiéis são pessoas que ganham em torno de um salário mínimo e utilizam o transporte coletivo; situação bem diferente de alguns de seus "pastores" que desfilam com carros importados pela cidade afora). Isso é uma afronta! E os fiéis nem se dão conta disso.

Outro absurdo nisso tudo: a multa que tal igreja terá que pagar por ter derrubado os casarões se resume no valor irrisório de R$ 11.000,00 por casarão, bem aquém do valor real dos imóveis, e sem levar em conta o valor histórico, principalmente quando comparados aos milhões que foram apreendidos ilegalmente no aeroporto em diversas malas, quando um dos "pastores", que "coincidentemente" é deputado, tentava embarcar. Justificativa para o dinheiro: "fruto de doações dos fiéis" (isso me irrita, pois comercializam cornetas por R$100,00 dizendo que elas dão o "poder de Deus para afastar os maus espíritos" para quem as usa. Me lembra venda de indulgências na idade média). A frase correta deveria ser: "fruto de ludibriações aos fiéis"

Abaixo seguem umas fotos do templo da tal igreja quando ainda estava em fase de acabamento. Hoje ela está pronta e tem uma gigantesca entrada que é toda revestida em mármore, algo bem ostentador devido a grandeza da edificação.

      

 

E dizem que é "em nome de Jesus!"



- Postado por: Jacque às 12h17
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




  

Qualquer semelhança, será mera coincidência?

 Meu Deus, quanto mais depoimentos, mais lama! Já virou novela mexicana!

 Solução mesmo, cadê?

 Daí resolvi ler as últimas notícias do mundo e vejo essa foto aqui:

                          

 Não são porcos! São hipopótamos!

 Me desculpem, mas foi impossível pra mim não comparar com essas daqui:

          

                                                         

                                         Chega a ser trágico-cômico! 

                                                 Abre o olho Brasil!

                                                



- Postado por: Jacque às 17h46
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




 

Quanta Hipocrisia! Tenha a Santa Paciência!

  Ah, não! Acabei de ver no Fantástico uma entrevista com o Collor ! Ele se diz arrependido do que fez (oh, coitadinho!).

  Disse que não faria nada daquilo; disse que se arrependeu de ter usado a imagem e reportagem da ex do Lula na campanha eleitoral pra presidente.

  Disse que o Brizola (que Deus o tenha e que nem tá aqui pra confirmar), com os olhos cheios d'água, lhe pediu para aguentar o "tranco" do impeachment.

  Disse, em tom bem melodramático, com riqueza de detalhes, que quase chegou ao suicídio! E a descrição que ele fez da cena no gabinete quando lhe chegou a notícia que havia sido deposto! "Luzes apagadas" "Somente a luz de um abajour".     Que melodrama! Ou seria comédia?

  Seria até muito "comovente", se não tivesse vindo de quem veio! O pior é que deve ter gente que se comoveu com essa representação barata de pobre coitado arrependido.

  Por que logo agora esse depoimento? Por que justamente no domingo, na Globo e no Fantástico?Isso tá me cheirando a candidatura pra alguma coisa nas próximas eleições. Eles estão chamando a gente de burro e/ou de   !

         BRASILEIROS, PELO AMOR DE DEUS, ESSE CARA É SOCIOPATA! VAMOS ABRIR OS TRÊS OLHOS! SE NÃO O TERCEIRO OLHO VAI FICAR  "ARDIDO" DE NOVO! E ESSE COLLÍRIO EU NÃO TÔ QUERENDO NÃO!!!!!!!!!!  



- Postado por: Jacque às 22h55
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




 www.olhares.com

Olhando pra essa foto me lembrei da minha infância, do meu pai.

Saudades de quando íamos comprar o material escolar. Cadernos, livros, apontador, lápis de cor, canetinhas e etc.

Saudades de quando ele ía me levar na escola, todo de branco (era médico); me lembro de perguntar: "Que horas são?" E ele respondia: "quinze pra uma". Ele sempre cantava ou assoviava alguma canção no caminho. Muito raro se atrasar.

Me lembro do dia em me enfiei debaixo de uma roseira que havia na casa velha; ele ficou bravo, pois um espinho entrou no meu couro cabeludo (rsrsrsr).

Mas apavorado mesmo ele ficou no dia em que enfiei 4 baguinhos de feijão no nariz (que idéia é essa que as crianças têm de colocar feijão no nariz? Sei de vários casos semelhantes!).

Saudades do tempo em que nadávamos eu, minha irmã e ele. Eu e minha irmã nos dependurávamos no pescoço dele, uma de cada lado, e ele ía nadando nos rebocando.

Quando tudo estava bem: "filhota", "chimbica".

Quando tava bravo: JACQUELINE! (sai de baixo!)

Hoje não está mais conosco, mas suas lembranças sempre estarão. Sempre muito doces!

Essa é uma homenagem que faço ao meu PAI e a todos os pais que conheço. FELIZ DIA DOS PAIS!



- Postado por: Jacque às 21h55
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




 

E NA SACOLINHA...

 

Este é apenas um relato de um fato verídico acontecido nessa semana. Não vou criticar a categoria como um todo, pois gente despreparada e maus profissionais existem em qualquer profissão, infelizmente. Não presenciei, mas conheço quem presenciou.

 

De repente surge um rapaz carregando uma sacolinha de plástico, que entra correndo desesperadamente na instituição de tratamento, como se pedisse por socorro; como se ali fosse ter abrigo. Atrás dele: dois policiais que o alcançaram rapidamente; e ele foi ao chão.

 

Daí começa um show de horrores na frente de todos. Pisadas na cabeça, pontapés e coisas do gênero. Cadê as algemas? Por que não usá-las agora? Mas eles continuavam; espancavam o rapaz caído no chão sob os olhares perplexos e sob o protesto e indignação de todos que estavam na instituição; e ainda justificavam: “Ele roubou um mercado”.

 

Precisou de uma moça intervir verbalmente de perto. Quando pegam a sacolinha: a nota de compra estava lá dentro.

 

Por “milagre”, a nota desaparece ali mesmo, mas as marcas já deixadas no corpo não desapareceriam assim tão milagrosamente e elas tinham que ter, pelo menos, uma justificativa, já que armas o rapaz não portava e testemunhas do ocorrido tinham, pelo menos, umas 5.

 

Agora sim, as algemas entram em ação!

 

De repente eles recebem um comunicado pelo rádio: o rapaz é portador de transtorno mental; se apavoram (pois a coisa complica mais ainda nesses casos). Imediatamente chega no local outra viatura com outros policiais, que dizem a seus colegas: “Vocês c......”.

 

Levaram o rapaz ao Hospital mais próximo para ser avaliado, afinal estava muito machucado. Uma de suas marcas, dentre tantas, era a do solado da bota do policial em seu pescoço.

 

A mãe, que fora comunicada enquanto o rapaz estava na instituição, chega e comprova o tratamento psiquiátrico através de inúmeras receitas feitas no decorrer de vários anos e que traziam, além dos medicamentos prescritos, o diagnóstico: F20.0 (esquizofrenia).

 

Pra matar a curiosidade: ele correu porque se assustou com a polícia (que estava armada) e na sacolinha... um pacote de biscoitos.



- Postado por: Jacque às 00h58
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




OLHA A GRIPE!!!

Nossa, hoje não fiz nada! Também pudera, tô com uma gripe daquelas!

Espirro pra lá, espirro pra cá...(no total foram uns mil e novecentos e trinta e dez) nariz entupido, olhos ardendo.

Cabeça pesada e muitos, muitos lenços de papel!

O corpo pedindo descanso o tempo todo! É a bendita da febre!

Na TV: sessão da tarde (fraquinha demais!); programas de fofocas - nem pensar, se não é capaz de piorar esse quadro! "Malhação" (ninguém merece isso!). Fico pensando que aqueles que fazem esse tipo de programação têm certeza que o povo é burro e fútil!

Opções: dormir ou blogar. Fiquei com as duas!

Me desculpem, mas hoje não vou conseguir escrever nada de interessante, já que meus neurônios estão com febre e pesando uns 20kg cada.

Até mais!    (eu tô desse jeito!)



- Postado por: Jacque às 18h16
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




TEM DIAS...

Tem dias que a gente tá   ,

 

 

Tem dias que a gente tá      ,

 

Tem dias que a gente tá    ,

 

Tem dias que a gente tá     ,

 

Tem dias que a gente tá      ,

 

Mas hoje, definitivamente, eu tô    .

Graças a Deus existe amanhã!



- Postado por: Jacque às 22h37
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




RASTROS DA GUERRA

Estive observando e pensando: como as coisas se repetem.

 

  

 

            

   

  

As fotos estão misturadas propositalmente.

Atemporais.

Estupidez racional.



- Postado por: Jacque às 14h45
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




PROFISSÃO: ENFERMEIRA, COM MUITO ORGULHO!

Confesso! Não escolhi a enfermagem. Foi ela quem me escolheu.

Num grande hospital que trabalhei, recebi na Unidade de Cuidados Semi-Intensivos uma paciente vítima de trauma cervical - tetraplégica. Não movia nada além de seu pescoço. Ouvi do médico:  "ela não vai sair do respirador". Realmente seu quadro não era um dos melhores.

Como sempre eu já chegava brincando na enfermaria (existem aqueles que condenam essa postura) e começamos a conversar. Ela me conta de sua tristeza e chora. E pedi a ela: "Não desista de sair daqui, lute junto comigo. Me ajude a não deixar que isso aconteça". O tempo foi passando. Ela havia feito do hospital o seu mundo.

Quando conseguiu ficar mais de uma semana sem o respirador resolvi dar um "tratamento de choque", pois eu percebia que seu quadro arrastava devido ao medo de sair dali.

Peguei uma cadeira de rodas específica pra pacientes tetraplégicos. Coloquei-a na cadeira e disse: "Vamos passear". Ela não entendeu nada e a princípio se recusou, mas insisti. Sua família se assustou. Meus funcionários ficaram estarrecidos. Minha chefia me repreendeu. Mas eu sabia o que eu estava fazendo e que podia ser feito. Nos dirigimos à portaria do hospital. E o que vi: em seu rosto um largo sorriso nos lábios, olhar surpreso e alegria como eu nunca havia visto nela antes.

Fomos até a rua. Sol, árvores, ônibus, buzinas, gente passando com pressa, banca de revistas. Ela parecia estar diante de um parque de diversões, afinal já fazia meses que estava naquela cama.

De volta a enfermaria, ela chorou. Pensei: "exagerei na dose". Conversamos e por fim ela me disse: "Agora mais do que nunca eu quero sair daqui!" Dito e feito. Pouco tempo depois veio o grande dia.  Alta hospitalar. Ela se foi pra retomar sua vida, pra se adaptar à sua nova condição. Na saída: ouvi palavras doces e gratidão.

Nunca senti tanto orgulho em ser ENFERMEIRA como naquele dia! Não há salário que pague isso! E ainda digo mais, transgredir protocolos de vez enquando faz bem.



- Postado por: Jacque às 23h49
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




NOVAMENTE SOBRE A EMIGRAÇÃO

Sei que esse assunto já está ficando "batido", mas mesmo assim ainda me choco quando vejo o noticiário aqui de BH.

Hoje aterrisaram no Aeroporto Internacional de Confins 2 boings trazendo emigrantes ilegais presos nos EUA. Todos partiram em busca de seus sonhos de ganhar a vida por lá, de fazerem seu pé-de-meia para dar tranqüilidade e segurança para os seus, e trouxeram apenas decepção, algumas humilhações e dias amargos que tiveram na tão terrível travessia.


Vejam a história de Severino Lúcio (extraída da reportagem exibida no Portal UAI):

"Tudo que Severino Lúcio Pereira Filho, de 36 anos, queria quando largou o emprego, a mulher e os dois filhos pequenos para trabalhar nos Estados Unidos era voltar com dólares e comprar uma casa e um carro. Um mês depois de sair de Poços de Caldas, no Sul de Minas, ele volta com a roupa do corpo e sem nenhum tostão na carteira. O sonho de Severino se transformou em seu pior pesadelo, assim que o mineiro pisou em Houston, cidade americana do Texas. Severino e outros 300 brasileiros cometeram o mesmo crime: entraram clandestinamente nos EUA e, por isso, foram presos e serão deportados nesta terça-feira."

 

"A família de Severino não vai poder percorrer os 460 quilômetros que separam o aeroporto de Confins de Poços de Caldas, para receber o ex-funcionário de uma mineradora que largou tudo em busca de dólares. Ele embarcou graças ao cunhado, que há 18 anos vive nos EUA, e se comprometeu a pagar US$ 8 mil ao agenciador, assim que Severino chegasse são e salvo na América. “Meu marido ficou assustado com a prisão. Conheceu pessoas que estão presas há mais de um ano, esperando o preço da fiança reduzir. Espero que desista dessa idéia e tente reconstruir a vida aqui mesmo”, desabafa Rosemara Pereira, lamentando que dificilmente seu marido vai conseguir recuperar o emprego, que lhe garantia R$ 300 por mês."

 

 “Mesmo comendo o pão que o Diabo amassou fora de casa, predomina o ideal romântico de que a vida fora do Brasil pode ser melhor”. 


De quem é a culpa? Do nosso Governo com nossas políticas mal estruturadas e corrompidas? Da novela América que produz situações irreais de facilidades que não existem como: uma imigrante ilegal conseguindo escapar do presídio embaixo de um caminhão e pouco tempo depois vai a um cassino e fatura U$ 10.000,00 e ainda consegue comprar um casamento? De quem já foi e, por sorte, conseguiu se dar bem? 



- Postado por: Jacque às 23h37
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




SAUDADES

E em Julho vocês estiveram aqui! Mas logo depois foram embora deixando um aperto grande no meu coração e a certeza que está tudo bem.

Fiquei tranqüila.

Uma filhinha muito linda e danadinha, que nos seus dois anos e meio consegue conciliar o tão difícil português com o inglês, e ainda cria o seu próprio idioma! É como te disse a Fanny, o "laurês". E que personalidade! Não sei a quem foi sair! (risos!)

Um marido pra lá de 10 e um pai pra lá de 1000! Compreensível, paciente, sensível, melhor do que bilhete de loteria premiado!

E aqueles medos de 8 anos atrás já não existem mais.

O que resta hoje não tem nada que faça apagar: a saudades; porém existem coisas que dão pra amenizar: fotos, blogs, e-mails e telefonemas. É o perto-longe.

Não vou dizer mais nada. Pela foto dá pra ver a minha alegria!

 

        

Ingrid, Laurinha e Jacque.

Dezenove anos de amizade e que venham mais dezenove e outros dezenove!

Beijos milis à família Rogovin!      



- Postado por: Jacque às 11h19
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




"Quero Arroz com Feijão!"

Outro dia eu estava revendo minhas fotos de quando estive na Europa. Foram 26 dias de um "banho de cultura". Vinte um deles na Europa: Madrid, Barcelona, Paris, Castelos do Vale do Luar, Veneza, Roma, Verona, Nápole... e por aí foi! Última parada, por 5 dias: EUA (New York) para um banho de shop, é claro!

Incrível! Foi há quase 8 anos atrás! Tava um "frio de rachar"!

Me lembro bem de como valorizavam suas músicas, de como preservavam sua história; suas cidades sempre tão limpas! Muito, mas muito agradáveis!

Umas encantadoras, como Madrid, outras assustadoras (foi a sensação que tive!) como Barcelona e New York. Fomos sempre bem recebidos na grande maioria delas, exceto em New York, mas não vou entrar em detalhes!

O encontro durante a viagem com outras pessoas dos mais variados países. A mescla de costumes entre Argentina, Chile, Japão, Portugueses e tantos outros; todos nós, turistas! 

  • Curiosidade: no Louvre: uma típica gueixa; vestida a caráter e sua família também - chamaram a atenção de todos no salão (mais até do que as belíssimas obras de arte!).
  • Um dos diferenciais: a culinária! Como era estranho comer o "pollo" (frango) sem ser ensopado ou com quiabo e angu! Mas de um modo geral, a comida era boa e as sobremesas melhores ainda! E muita "pasta" (massas)! Devo a essas uns bons kilos a mais na época!!!
  • Um charme: os cafés de Paris!
  • Impressionante: Mac Donald's - por todos os lugares! Coca-Cola nunca faltou também!
  • Água: muito cara! Pra economizar, lá ía Coca-Cola.
  • Nos "States": mais massas e um bom colesterol; muita pizza e muito Mac Donald's! Fora o concreto que não acaba mais! Uma arvorinha aqui, outra ali e todas elas "peladas", sem uma folhinha!(estávamos no inverno)!

E o tempo ía passando; era ótimo estar ali. Mas que saudades do Brasil, que saudades de BH, da minha casa, dos amigos, do sol, do calor, das montanhas, de dirigir, até mesmo dos buracos no asfalto (ops! nem tantos buracos assim! Podia ter menos, né?!) e tudo mais.

No dia de voltar (graças a Deus!) liguei pra minha casa; pra informar horários e tudo mais. Daí minha mãe me pergunta: "você quer que eu faça alguma coisa diferente pra quando você chegar?" (coisas de mãe!). Respondi: " Quero sim! Arroz com feijão"! 

Dito e feito! Chegando aqui: Degustei dois saborosos pratos de arroz com feijão!

Nada mais brasileiro do que isso! Nada melhor do que estar de volta! Se pretendo um dia refazer essa viagem? Sim, mas só pra passear, não pra ficar. Não posso negar, sou mesmo provinciana!

 



- Postado por: Jacque às 20h55
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




Cachoeira na Serra do Cipó - MG

Essa foto é pra Sílvia! Pra te ajudar um pouquinho a levantar seu astral!



- Postado por: Jacque às 01h18
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________





Meu perfil
BRASIL, Mulher, Música, Viagens, Cinema, Vídeo,Natureza,Escrever e Ler!


Mineira

Belo Horizonte

Profissão: Enfermeira Intensivista

Livro de cabeceira: A irmandade do Santo Sudário

Satisfação: minha profissão

CURRENT MOON
moon phases

Contra a corrupção,   Participe dessa caminhada!

Histórico:

- 21/08/2005 a 27/08/2005
- 14/08/2005 a 20/08/2005
- 07/08/2005 a 13/08/2005
- 31/07/2005 a 06/08/2005
- 24/07/2005 a 30/07/2005
- 17/07/2005 a 23/07/2005



Outros sites:

- A pergunta que não quer calar!
- Casal Mikix
- Cibele
- Cinemeira com Olívia Joules
- Club das perguntas
- Consulta Sentimental
- e-indignação
- Mi casa, su casa
- Mineirinha n'Alemanha
- Mônica
- Sheila
- Taxitramas
- Temos que ter fé!
- Trocando figurinhas



Indique esse Blog


Contador:

eXTReMe Tracker

Layout por